Fale Conosco
55 (11) 3284 9500
jobeconomia@jobeconomia.com.br
Acesso Cliente
 
Notícias
 
20/01/2021 - Canal Rural
Os mercados de açúcar no Brasil. Riscos e oportunidades.

Os mercados de açúcar no Brasil. Riscos e oportunidades.

20 de janeiro de 2021 às 17h01

O Centro-Sul do Brasil nesta safra 2020/21 deve moer mais de 600 mi t de cana, o que se aproximará do recorde de 618 mi t da safra 2015/16. 

No caso do açúcar, o Centro-Sul deve consumir em torno de 8,20 mi t nesta safra. Isto é aproximadamente 21% do total de açúcar a ser produzido nesta região. O consumo de açúcar no mercado interno do Centro-Sul representa 77% do total consumido no País.  

Nosso comentário de hoje vai tratar deste assunto: o mercado interno de açúcar do Centro-Sul.  

Primeiramente vale ressaltar que este mercado interno de açúcar não tem sido um componente dinâmico do lado da demanda. O baixo crescimento da população, aliado a atitudes de consumo voltadas para uma alimentação mais saudável, ajudam a entender este comportamento.    

Um outro aspecto para comentar é a divisão deste mercado em (1) consumo indireto ou industrial e (2) consumo direto pelo consumidor em casa. Com a pandemia do Covid 19 este último teve crescimento expressivo em detrimento do consumo indireto de produtos industrializados. O consumo direto deve representar neste momento de Covid 19 algo em torno de 4,2 mi t por ano.  

O açúcar cristal, mais barato que o refinado,  representa a maior parte do consumo de mercado interno estimado em 8,2 mi t. É consumido diretamente nas cidades do interior do Brasil e por indústrias de alimentos e bebidas de porte médio e pequenas.  

O açúcar cristal produzido pela usina em sacas de 50kg pode ser classificado em açúcar de melhor qualidade (Tipo A) e açúcar de qualidade inferior (Tipo B). O preço deste dois produtos é diferente e varia muito ao longo da safra.  

O açúcar Tipo A de cor entre 130-180 ICUMSA (medida internacional de cor) tem seu preço calculado pelo índice ESALQ – USP.  O açúcar Tipo B  de cor até 250 ICUMSA tem seu preço calculado pela JOB Economia e Planejamento.  

Temos observado que o desconto de preços do açúcar Tipo B  em relação ao acúcar Tipo A varia muito entre as safras e ao longo das safras. Atualmente o desconto médio da safra 2020/21 é de 8,2% , com variação semanal entre 2% e 15%. Nas últimas cinco safras o desconto médio de safra variou entre 3,3% e 7,5%.    

Este desconto de preços entre açúcares de qualidade diferente é uma oportunidade comercial relevante que se apresenta para o mercado. A negociação do desconto do acúcar Tipo B em contratos de compra e venda de açúcar pode alavancar os ganhos da intermediação do produto e os ganhos do empacotador independente.  

 Julio Maria M. Borges   

Sócio-Diretor da JOB Economia e Planejamento.

Conselheiro de Administração.

Email: julioborges@jobeconomia.com.br        Site: www.jobeconomia.com.br

 
 
 
 
 
 
Nome
Cidade
 
 
E-mail
 
Onde nos conheceu?
 
 
   
 
 
55 (11) 3284 9500 / jobeconomia@jobeconomia.com.br / skype: job.escritorio
JOB Economia desde 1994. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Criado por DRW Integrada
 
Institucional
Produtos
Serviços
Contato
Redes Sociais