Fale Conosco
55 (11) 3284 9500
jobeconomia@jobeconomia.com.br
Acesso Cliente
 
Notícias
 
27/06/2018 - Canal Rural
Jânio Quadros e a vassoura. Collor e os marajás. Bolsonaro com ordem & progresso. E o Brasil?

Jânio Quadros e a vassoura. Collor e os marajás. Bolsonaro com ordem & progresso. E o Brasil?

 

Na Segunda-Feira da semana passada (18/06) a UNICA (União da Indústria de Cana-de- Açúcar) promoveu em São Paulo-Capital um Fórum onde se apresentaram os principais candidatos à Presidência da República.

De forma geral, todos os candidatos reafirmaram o apoio ao agronegócio de cana-de-açúcar por ser um setor competitivo a nível global, pela geração de empregos de qualidade no campo e pela contribuição positiva ao meio ambiente.

Além disso ficou o sentimento de que, de tempos em tempos (mais ou menos 30 anos), nos deparamos com um candidato a salvador da Pátria, com algum tipo de limpeza sócio-política. E os resultados obtidos da eleição dos mesmos não foram bons.

Resumidamente ficou para mim as seguintes impressões dos candidatos.

João Amoedo – Partido Novo. É uma boa semente na política brasileira, tal como foi o PT nas suas origens. Tem um discurso mais liberal na economia com menos Estado e mais setor privado.

Paulo Rabello de Castro é um recém chegado do partido PSC, liderado pelo pastor Everaldo. Também tem um viés liberal.

Henrique Meirelles do MDB é conhecido. Tem sido competente como gestor da economia e seria um Presidente de resultados. A questão que se apresenta é se ele teria o voto do eleitor. Uma coisa é ser competente; outra, muito diferente, é ser eleito.

Ciro Gomes (PDT) e Aldo Rebelo (Solidariedade) mostraram um viés intervencionista na economia, sendo Ciro mais extremado pró-esquerda antiga.

Marina Silva do partido Rede. Muito bem articulada e informada da realidade do País. Destacou a necessidade de se ter uma proposta de Governo. Porém, não ficou claro qual seria esta proposta no seu caso.

Jair Bolsonaro – PSL. Muito bom palestrante. Convincente, claro. Lembra muito Collor de Mello. Sua bandeira é ordem e progresso, mesmo dando armas para que a população se defenda dos bandidos e deixe de ser refém dos mesmos, como é hoje. Sobre política econômica falou pouco.

Geraldo Alckmin – PSDB. Foi uma boa surpresa, pois foi claro na sua proposta de Governo, que inclui reformas necessárias ao ajuste das finanças públicas e à correção de desigualdades de direitos. O comentário que fizemos para o Henrique Meirelles aplica-se ao Alckmin: é preciso ser eleito.

Espero que Deus continue brasileiro e conduza o resultado da eleição. Por enquanto, o que podemos fazer é rezar. Em Outubro/18 o que nos restará é votar naquele candidato que nos pareça melhor (não precisa ser perfeito). E nada de voto banco e nulo.

 

Julio Maria M. Borges           Sócio-Diretor da JOB Economia e Planejamento.

Email: julioborges@jobeconomia.com.br       site: www.jobeconomia.com.br

 

 
 
 
 
 
 
Nome
Cidade
 
 
E-mail
 
Onde nos conheceu?
 
 
   
 
 
55 (11) 3284 9500 / jobeconomia@jobeconomia.com.br / skype: job.escritorio
JOB Economia desde 1994. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Criado por DRW Integrada
 
Institucional
Produtos
Serviços
Contato
Redes Sociais